Método ROPA

 

Qual é o método ROPA?

A recepção de óvulos da parceira (ROPA) é uma técnica de reprodução assistida que realizamos em casais homoparentais femininos que permite a participação das duas mulheres na concretização da gravidez. A mãe dadora fornece os óvulos e a mãe receptora recebe os embriões e fará a gestação e o parto.

A fertilização dos óvulos do casal com esperma de um doador é realizada em laboratório usando microinjeção de espermatozoides (ICSI).

Tratamiento ROPA

Como é o processo do método ROPA?

ROPA. Estimulación ovárica

Estimulação ovárica

No 2º ou 3º dia da sua menstruação a mãe dadora iniciará um protocolo médico de estimulação ovárica para a obtenção do maior número possível de óvulos maduros. Ao mesmo tempo, a mãe receptora prepara o endométrio para a recepção dos embriões. Em ambos os casos fazemos 2 ou 3 ultrassons durante os 12 a 14 dias de duração do procedimento.

Punción folicular para método ropa

Punção folicular

A punção ovárica é realizada por via vaginal com pouca sedação. O fluido aspirado é processado em laboratório para a obtenção dos óvulos. Nesse mesmo dia, a mãe receptora inicia um tratamento com progesterona para que o seu endométrio fique receptivo aos embriões que serão transferidos nos próximos dias.

Fecundación de cultivo embriones para método ropa

Fertilização e cultura de embriões

A fertilização é sempre realizada com microinjeção espermática (ICSI), que consiste na introdução dos espermatozoides nos óvulos com o auxílio de uma microagulha. Depois disso, os embriões permanecem no laboratório por alguns dias até que os embriologistas determinem o melhor momento para transferi-los. Em casos selecionados, a fim de melhorar os resultados, podem ser utilizadas técnicas laboratoriais especiais.

Tratamiento de receptora para método ropa

Tratamento para a receptora

Começa na mesma hora ou alguns dias antes da sua parceira, para permitir a sincronização de ambas. Nesse caso, também será feito um controlo ecográfico próximo à menstruação, posteriormente realizando-se mais uma ou duas ecografias para verificar o momento em que o endométrio atinge a espessura adequada para que o embrião se implante e dê origem a uma gestação evolutiva.

Taxas de sucesso

Na Ginemed, as taxas de gravidez rondam os 65% nas transferências de dois embriões na fase de blastocisto, confirmadas com Beta HCG positiva. Em qualquer caso, dependem principalmente da idade da mulher que fornece os óvulos e das possíveis causas concomitantes que determinaram a indicação do tratamento. Os resultados também variam dependendo do número de embriões transferidos.

O risco de aborto, uma vez conseguida a gravidez, é o mesmo de uma gravidez natural e algo semelhante ocorre com as alterações fetais, que são iguais às de uma gravidez alcançada sem ajuda médica.

Taxa de gravidez Beta HCG

36%
55%
52%
65%
1 embrião no dia +31 embrião no dia +5 (Blastocisto)2 embriões no dia +32 embriões no dia +5 (Blastocisto)* Resultados do Ginemed 2019

Solicite a sua consulta

A primeira consulta é gratuita e sem compromisso

Como será o meu tratamento se não resido em Portugal?

Sabemos que quando uma mulher decide que quer ser mãe, ela está a tomar uma das decisões mais importantes da sua vida e que a maternidade é um sentimento universal que não entende etnias, línguas ou distâncias. Por isso, para estar mais perto de si e facilitar esse caminho, nasceu o nosso Departamento Internacional, formado por coordenadoras nativas que a acompanham antes, durante e depois da gravidez.

Atribuímos-lhe um médico e um coordenador que falem o seu idioma

O nosso Departamento Internacional é formado por coordenadoras fluentes em várias línguas que a acompanharão antes, durante e depois da sua gravidez.

Apenas é necessária uma viagem a Portugal.

Se for estritamente necessário, só precisa de viajar uma vez para Portugal, pode organizar a sua viagem como melhor entender no que toca a férias, voos e reservas. As demais consultas podem ser feitas por meios remotos: videoconferência, telefone ou e-mail.

1ª consulta gratuita

Se desejar conhecer-nos pessoalmente

Estudos anteriores e controlos durante o tratamento

Pode realizá-los no seu país com o seu ginecologista de referência. Forneceremos a você as diretrizes necessárias a serem seguidas.

Adaptamo-nos a si

Com os recursos necessários para começar quando estiver pronto. Sem listas de espera.

Perguntas frequentes sobre o método ROPA

Quando é recomendado o método ROPA?

Recomenda-se a técnica de ROPA nos seguintes casos:

  • Boa reserva ovárica da paciente que fornece os óvulos, para proporcionar um bom número de óvulos o que permite ter uma quantidade aceitável de embriões, alguns dos quais podem ser implantados, levando a uma gestação evolutiva.
  • Ausência de alterações genéticas na paciente que fornece os óvulos.
  • Ausência de alterações uterinas na paciente onde será implantado o embrião, que deve ter morfologia uterina adequada que permita a implantação e o crescimento adequado do embrião no seu interior.
Somos duas mulheres. Que opções de tratamento temos?

Ao longo dos anos, a sociedade evoluiu, o que conduziu a um conceito de família cada vez mais plural e diversificado. Por isso, e graças às técnicas de reprodução assistida, as famílias homoparentais também podem realizar o sonho de serem mães, e de forma partilhada.

Os tratamentos são diversos dependendo do caso e será sempre necessário recorrer a sémen de dador. Os dadores de sémen em Portugal são anónimos por lei, mas podem ser sempre escolhidas as características físicas e o grupo de sangue.

O tratamento mais simples para engravidar é a Inseminação Artificial, que consiste na introdução de espermatozoides no útero da mulher.

Se tem mais de 38 anos ou se o seu histórico clínico o exigir, a técnica escolhida pode ser a Fertilização In Vitro, em que uma das duas mães fará estimulação ovárica para obter vários óvulos, que serão extraídos, fecundados e que darão lugar a embriões que, posteriormente, serão transferidos para o útero materno, isto é, da mãe receptora.

Cada vez mais casais de duas mães engravidam com o método ROPA. Isso permite que ambas as mães participem na gravidez, uma fornecendo os óvulos e a outra recebendo os embriões e realizando a gestação e o parto.

Com a técnica de ROPA, o bebé será parecido com as mães?

As características e os traços do bebé serão condicionados pelos da mulher que fornece os óvulos e pelo dador que fornece o sémen. Se as características do homem que fornece o sémen forem semelhantes às da mulher que recebe o embrião, há mais possibilidades de semelhança para ambas as mães.

A técnica ROPA é melhor do que IAD ou FIV com esperma de dador?

Quando comparamos a técnica ROPA com FIV com esperma de dador, tudo dependerá, fundamentalmente, da idade da paciente que fornece os óvulos e das características do caso. Quanto mais jovem for a mulher que fornece os óvulos, melhores serão os resultados. A vantagem da ROPA é que ambas as mulheres participam ativamente no processo de maternidade.

Em relação aos processos de FIV, estes terão melhores resultados do que as inseminações, pois depositamos embriões na cavidade uterina, enquanto na IAD depositamos apenas o sémen. Por outro lado, mais óvulos são recrutados na FIV do que nas inseminações e, portanto, teremos mais embriões para selecionar o que nos dará mais probabilidade gravidez.