Embriodonação

O que é adoção de embriões?

É um tratamento no qual transferimos embriões doados por outra mulher ou companheiro para a receptora. Os embriões doados provêm de quem já completou o desejo reprodutivo, mas possui embriões vitrificados excedentes, resultado de tratamentos anteriores de Reprodução Assistida. Esses embriões, de acordo com a legislação em vigor, podem ser doados a outras mulheres ou casais, dando-lhes a possibilidade de ter um filho.

Tratamiento de embrioadopción

Fases do tratamento

Preparación endometrial para embrioadopción

Preparação endometrial

Consiste num tratamento com estrogénios que iniciamos com a menstruação. É assim que preparamos o seu endométrio para a recepção dos embriões. Serão necessárias pelo menos duas ecografias. Essa fase geralmente dura cerca de 12-14 dias.

Quando o endométrio atinge a espessura adequada, um segundo medicamento hormonal (progesterona) pode ser prescrito, o que permite que a transferência do embrião prossiga.

Descongelación de embriones para embrioadopción

Descongelação de embriões

Os nossos embriologistas serão os únicos a determinar quais os embriões que serão usados na transferência. Os dadores terão o tipo sanguíneo compatível com os receptores. Porém, se deseja que os dadores tenham características físicas semelhantes às suas, o tratamento mais indicado seria a doação de gametas duplos.

Transferencia de embriones donados para embrioadopción

Transferência de embriões doados

Consiste em depositar os embriões no útero por meio de uma cânula muito fina inserida no colo do útero. Não é doloroso. A lei limita o número máximo de embriões que podem ser transferidos a dois.

No dia da transferência, recomendamos um descanso relativo e atividade moderada no dia seguinte para depois voltar à sua vida normal. Devem evitar-se esforços violentos e desportos competitivos nas duas semanas seguintes. Geralmente prescrevemos um tratamento com progesterona e ácido fólico.

Taxas de sucesso

As nossas taxas de gravidez oscilam em torno de 60% nas transferências, de dois embriões em estágio de blastocisto, verificadas com Beta HCG positivo.

Todas as transferências são realizadas com embriões no dia +5 (blastocisto) porque a taxa de sucesso é 20% maior do que com embriões no dia +3.

Os resultados não dependem da idade da receptora (embora dependam da idade da mulher quando os óvulos foram extraídos) e, em qualquer caso, irão variar dependendo do número de embriões transferidos. Estes são ligeiramente mais baixos do que nos ciclos de FIV porque os embriões que vitrificamos são a segunda escolha, já que transferimos os melhores frescos.

Taxa de gravidez Beta HCG

58%
77%
1 embrião no dia +5 (Blastocisto)2 embriões no dia +5 (Blastocisto)* Resultados do Ginemed 2020

Solicite a sua consulta

A primeira consulta é gratuita e sem compromisso

Como será o meu tratamento se não resido em Portugal?

Sabemos que quando uma mulher decide que quer ser mãe, ela está a tomar uma das decisões mais importantes da sua vida e que a maternidade é um sentimento universal que não entende etnias, línguas ou distâncias. Por isso, para estar mais perto de si e facilitar esse caminho, nasceu o nosso Departamento Internacional, formado por coordenadoras nativas que a acompanham antes, durante e depois da gravidez.

Atribuímos-lhe um médico e um coordenador que falem o seu idioma

O nosso Departamento Internacional é formado por coordenadoras fluentes em várias línguas que a acompanharão antes, durante e depois da sua gravidez.

Apenas é necessária uma viagem a Portugal.

Se for estritamente necessário, só precisa de viajar uma vez para Portugal, pode organizar a sua viagem como melhor entender no que toca a férias, voos e reservas. As demais consultas podem ser feitas por meios remotos: videoconferência, telefone ou e-mail.

1ª consulta gratuita

Se desejar conhecer-nos pessoalmente

Estudos anteriores e controlos durante o tratamento

Pode realizá-los no seu país com o seu ginecologista de referência. Forneceremos a você as diretrizes necessárias a serem seguidas.

Adaptamo-nos a si

Com os recursos necessários para começar quando estiver pronto. Sem listas de espera.

Perguntas frequentes sobre a adoção de embriões

Quando é indicada a adoção de embriões?

A adoção de embriões é indicada quando encontramos casos com:

  • Baixa qualidade ovocitária e seminal. Em casos com baixa reserva ovárica, falência ovárica ou menopausa precoce com um fator masculino grave, ou infertilidade masculina grave, por exemplo, Azoospermia.
  • Ausência de parceiro masculino. Mulheres sem parceiro masculino e baixa reserva ovárica, falência ovárica ou menopausa precoce.
  • Insucesso repetidas de fertilização in vitro com gametas próprios. Quando pelo menos quatro embriões foram transferidos em três transferências embrionárias, em dois ciclos diferentes e pelo menos um deles em estádio de blastocisto, e a gravidez não foi alcançada.
  • Doenças genéticas. Quando há uma doença hereditária que desaconselha o uso de gametas próprios, somada a uma insuficiência ovárica ou fator masculino grave.
Qual a melhor opção entre adoção de embriões ou de gametas?

Embora a escolha dependa sempre das necessidades e circunstâncias pessoais das pacientes, a dupla doação oferece melhores resultados que a adoção de embriões, pois a idade dos óvulos é o fator prognóstico mais importante para o alcance da gravidez. Com óvulos doados, geralmente teremos uma dadora mais jovem do que a mulher de onde provêm os embriões doados.

É possível adotar embriões se eu não tiver ovários?

Sim, poderemos preparar o seu endométrio num ciclo substituído, com a ajuda da medicação, serão fornecidos os estrogênios e progesterona necessários para que o endométrio seja receptivo, o embrião se implante e uma gravidez evolutiva seja alcançada.

É possível optar pela adoção de embriões se eu não tiver ovários?

Sim, já que podemos preparar o seu endométrio. Para que o seu endométrio se torne recetivo, será necessária a toma de medicação, como estrogénios e progesterona, para que o útero acolha o embrião da forma adequada e se torne numa gestação evolutiva.

Posso conhecer os pacientes que doaram os seus embriões?

Não, já que em Portugal a doação de gâmetas é anónima e, portanto, a doação desses embriões, vindos de óvulos e espermatozoides de outros casais, também é efetivamente anónima.

Quais são os requisitos para doar embriões a outros casais?

Os embriões são provenientes de pacientes que cumpriram os requisitos necessários para se submeterem a um ciclo de reprodução assistida: bom estado de saúde, testes com serologias negativas para doenças sexualmente transmissíveis e, se necessário, um cariótipo com normalidade no número e na estrutura dos 23 pares de cromossomas dos pais.

Por sua vez, a idade da mulher de onde provêm os óvulos não deve ser maior que os 35 anos no momento em que os embriões foram vitrificados, e a idade do homem que fornece o sémen não maior que 50 anos.

Como é que os embriões doados são atribuídos às receptoras?

O laboratório é inteiramente responsável pela seleção dos embriões de acordo com a qualidade e o estádio em que estes foram criopreservados.