Doação de ovócitos

O que é a fertilização in vitro com óvulos de dadora?

É um tratamento de fertilização in vitro (FIV-ICSI) em que os óvulos provêm de uma dadora previamente seleccionada. Os embriões obtidos são depositados no útero para se implantarem e darem origem à gravidez.

Atualmente, é o tratamento com as maiores taxas de sucesso, o que permite conseguir uma gravidez em mulheres que não a atingiram em tratamentos anteriores com óvulos próprios.

Tratamiento ovodonación
Seleção de dadoras de óvulos

Seleção de dadoras de óvulos

As nossas dadoras de óvulos são pessoas solidárias, visto que, em Portugal, a doação é sempre altruísta. O rigoroso processo de seleção das nossas dadoras permite-nos ter os melhores resultados nos ciclos de doação de óvulos.

Para poderem doar, têm de ter entre 18 e 30 anos e realizar exames complementares para garantir a saúde física e mental.

Embora a doação seja anônima, o nosso grande número de dadoras permite-nos escolher aquela que melhor se adapta às suas características físicas: etnia, cor da pele, cor dos olhos, cor do cabelo, etc. Além disso, garantimos a máxima semelhança e compatibilidade entre dadora e recetora.

Mais

Processo de doação de óvulos

Tratamiento para donante de óvulos para ovodonación

Tratamento para a dadora de óvulos

A estimulação normalmente começa no segundo ou terceiro dia do ciclo menstrual, uma fase que geralmente dura cerca de 10-12 dias, até que o tamanho folicular ideal seja alcançado. A punção ovárica é realizada por via vaginal com pouca sedação.

Nesse caso, as menstruações da doadora e da receptora são sincronizadas, preparando assim o endométrio para a recepção dos embriões.

Ovodonacion. Tratamiento receptora

Preparação endometrial para a receptora.

Consiste num tratamento com estrogénios que iniciamos com a sua menstruação, de forma a preparar o endométrio para a recepção dos embriões. Serão necessárias pelo menos duas ecografias. Essa fase geralmente dura cerca de 12 a 14 dias.

A preparação endometrial pode ser realizada em ciclo natural ou em ciclo substituído, obtendo-se as mesmas taxas de gravidez em ambos.

Fecundación de cultivo embrionario para ovodonación

Fertilização e cultura de embriões.

A fertilização é realizada com microinjeção de espermatozoides (ICSI), que consiste na introdução de um espermatozoide no óvulo com o auxílio de uma microagulha.

Após a fecundação dos óvulos, os embriões permanecerão no laboratório por alguns dias até que seja alcançado o melhor momento para transferi-los. Dependendo do caso, técnicas especiais de laboratório podem ser utilizadas.

Transferencia embrionaria para ovodonación

Transferência embrionária.

Consiste em depositar os embriões no útero por meio de uma cânula muito fina inserida no colo do útero. Não é doloroso e normalmente é feito dentro de três dias após a doação. A lei limita o número máximo de embriões que podem ser transferidos a dois.

No dia da transferência, recomendamos descanso relativo e atividade moderada no dia seguinte, para depois voltar à sua vida normal. Normalmente prescrevemos um tratamento com progesterona que começa no dia da doação e aconselhamos tomar ácido fólico.

Prueba embarazo para ovodonación

Teste de gravidez.

12 dias após a transferência do embrião, um exame de sangue denominado βHCG (beta) é feito para determinar a gravidez. Nunca suspenda a medicação sem indicação do seu ginecologista independente do resultado.

Começando 15 dias após a análise βHCG, a primeira ecografia é realizada para verificar qual o tipo de gravidez (única ou múltipla) e a presença de batimentos cardíacos.

Taxas de sucesso

Na Ginemed temos taxas em torno de 75%, nas transferências de dois embriões em estágio de blastocisto, verificadas com Beta HCG positivo. Eles não dependem da idade do receptor, mas variam dependendo do número de embriões transferidos.

Todas as transferências são realizadas com embriões no dia +5 (blastocisto) porque a taxa de sucesso é 20% maior do que com embriões no dia +3.

A taxa de gravidez cumulativa num tratamento de doação de óvulos aumenta com o número de transferências, podendo chegar a 90% após a terceira transferência; embora nem sempre seja necessário realizar mais de uma para conseguir a gravidez.

Taxa de gravidez Beta HCG

70%
80%

1 embrião no dia +5 (Blastocisto)2 embriões no dia +5 (Blastocisto)* Resultados do Ginemed 2020

Solicite a sua consulta

A primeira consulta é gratuita e sem compromisso

Como será o meu tratamento se não resido em Portugal?

Sabemos que quando uma mulher decide que quer ser mãe, ela está a tomar uma das decisões mais importantes da sua vida e que a maternidade é um sentimento universal que não entende etnias, línguas ou distâncias. Por isso, para estar mais perto de si e facilitar esse caminho, nasceu o nosso Departamento Internacional, formado por coordenadoras nativas que a acompanham antes, durante e depois da gravidez.

Atribuímos-lhe um médico e um coordenador que falem a seu idioma

O nosso Departamento Internacional é formado por coordenadoras fluentes em várias línguas que a acompanharão antes, durante e depois da sua gravidez.

Apenas é necessária uma viagem a Portugal.

Se for estritamente necessário, só precisa de viajar uma vez para Portugal, pode organizar a sua viagem como melhor entender no que toca a férias, voos e reservas. As demais consultas podem ser feitas por meios remotos: videoconferência, telefone ou e-mail.

1ª consulta gratuita

Se desejar conhecer-nos pessoalmente

Estudos anteriores e controlos durante o tratamento

Pode realizá-los no seu país com o seu ginecologista de referência. Forneceremos a você as diretrizes necessárias a serem seguidas.

Adaptamo-nos a si

Com os recursos necessários para começar quando estiver pronto. Sem listas de espera.

Perguntas frequentes sobre a doação de ovócitos

Em que casos é indicada a doação de ovócitos?

A doação de ovócitos é indicada nos seguintes casos:

  • Insucesso em ciclos anteriores. Quando não são obtidos embriões de boa qualidade em ciclos anteriores de FIV.
  • Alterações genéticas. Mulheres portadoras de doenças hereditárias não suscetíveis ao Teste Genético Pré-implantacional (PGT).
  • Insuficiência ovárica. Pacientes com insuficiência ovárica primária ou menopausa.
  • Idade materna avançada com ciclo ovárico normal. Com a idade, a qualidade dos ovócitos e a probabilidade de gravidez diminui.
Se já estou na menopausa, posso engravidar com recurso a doação de ovócitos?

A menopausa ocorre porque os ovários da mulher param de produzir estrogénios e progesterona, e óvulos, não podendo assim engravidar naturalmente.

Porém, mesmo que a função ovárica seja interrompida, o útero da mulher não envelhece, tem a capacidade de receber embriões e permitir que a gravidez chegue ao termo.

Para isso, é necessário um tratamento hormonal, que varia conforme o caso e deve ser prescrito pelo médico. Os embriões serão produzidos em óvulos doados e espermatozoides do cônjuge ou de um dador.

As crianças nascidas de doação de ovócitos são parecidas com os pais?

A seleção das dadoras é feita de forma rigorosa, com base nas características físicas da paciente, de forma que, embora geneticamente não sejam os seus óvulos, seja possível garantir a máxima semelhança com a futura mãe.

Por outro lado, já se conhece a interação da gestante com o embrião, a epigenética materna, capaz de modular a expressão de certos genes que o embrião abarca, exercendo uma importante influência no genoma do seu filho, podendo até gerar coincidências em certas características físicas entre os dois. Acresce ainda a importância fulcral do vínculo afetivo e do ambiente sociocultural em que o bebé vai crescer e desenvolver-se, onde aprender é parte fundamental da sua forma de se relacionar e expressar-se, absorvendo o que observa no seu ambiente familiar.

Doação de ovócitos ou adoção de embriões, qual a melhor opção?

Em ambos os tratamentos, tenha a segurança e a tranquilidade de saber que será selecionado o melhor para si.

A adoção de embriões consiste na realização de um tratamento com embriões doados por outra mulher ou casal que já completou o seu desejo reprodutivo, mas que ainda possui embriões vitrificados e que manifesta vontade de os doar para ajudar outras pessoas.

Os resultados são ligeiramente inferiores aos ciclos de doação de ovócitos, pois os embriões que são vitrificados são a segunda escolha, já que os melhores são transferidos a fresco.

Posso conhecer a minha dadora de óvulos?

Não. De acordo com a lei portuguesa, todas as doações são feitas anonimamente. A lei proíbe a revelação da identidade do dador ao recetor e vice-versa.