O que é endometriose? SINTOMAS, CAUSAS E GRAVIDEZ

22 de Junho de 2022
·

A endometriose é uma doença que ocorre quando há tecido endometrial fora do útero . Essa alteração uterina pode afetar a capacidade reprodutiva das mulheres que a sofrem.

Definição de endometriose

A endometriose é uma doença causada pela presença de tecido endometrial, a camada que reveste a cavidade uterina, fora do útero. Entre 5 e 10% da população feminina sofre de endometriose, embora em muitos casos não tenha sido diagnosticada.

A endometriose é classificada em quatro estágios de gravidade com base na localização, extensão e profundidade dos implantes de endometriose; a presença e gravidade das aderências; e a presença e tamanho do endometrioma ovariano.

Quais são os sintomas associados à endometriose?

O principal sintoma da endometriose é a dor com a menstruação, embora em alguns casos o desconforto possa durar todo o ciclo. De fato, muitas mulheres com endometriose confirmam que o pior momento para ela é durante a ovulação.

A endometriose também pode se manifestar com dor durante a relação sexual ou mesmo com problemas intestinais e urinários se o reto ou a bexiga forem afetados nos casos mais graves.

Em geral, todos esses sintomas desaparecem quando a menopausa chega. Sendo uma doença hormônio-dependente, os focos endometrióticos desaparecem quando o estímulo hormonal diminui.

Possíveis causas da endometriose

As causas que produzem a endometriose ainda são uma questão desconhecida, embora existam várias teorias. O mais conhecido é o da menstruação retrógrada.

Durante cada período menstrual, a maior parte do revestimento do útero e do sangue é expelida pelo colo do útero e eliminada pela vagina. No entanto, uma porção desse tecido migra através das trompas de Falópio para a cavidade pélvica e se implanta em diferentes locais.

Existem outras teorias para a origem da endometriose, como a disseminação através de vasos sanguíneos ou linfáticos, ou a transformação de células do peritônio em células endometriais.

Como é diagnosticado?

O diagnóstico de endometriose geralmente é baseado na história clínica e no exame pélvico. A ultrassonografia vaginal nos ajuda a visualizar possíveis endometriomas (cistos ovarianos de endometriose). A ressonância magnética também é usada.

O único diagnóstico confirmatório da endometriose é a cirurgia (laparoscopia ou laparotomia) com análise anatomopatológica das lesões.

Endometriose e infertilidade

Uma das grandes preocupações das pacientes que sofrem de endometriose é sua associação com a infertilidade. Os dados são impressionantes: 30% a 50% das pessoas afetadas pela endometriose terão problemas de infertilidade e entre 35% e 50% das mulheres inférteis são diagnosticadas com endometriose.

A associação da endometriose com a infertilidade se deve a vários fatores:

  • Alteração da anatomia, especialmente das trompas.
  • Alteração da reserva ovariana, ou seja, o número de óvulos e sua qualidade.
  • Alterações inflamatórias no ambiente, que podem influenciar na fertilização.
  • Alterações na implantação uterina.

O tratamento da endometriose dependerá dos sintomas, da evolução do quadro e do desejo ou não de gravidez. Destina-se principalmente ao controle dos sintomas e principalmente ao alívio da dor. Por vezes, pode manter-se um comportamento de espera vigilante se os sintomas e a evolução da doença opermitirem.

O tratamento médico pode ser analgésico, para controlar a dor associada, ou hormonal, sendo os anticoncepcionais os mais utilizados, inibindo a ovulação e prevenindo a progressão da endometriose.

O tratamento cirúrgico às vezes é necessário quando os cistos endometrióticos são grandes ou a dor limita severamente a atividade diária. Para o tratamento da infertilidade, cada caso deve ser individualizado e estudado. No entanto, a técnica mais utilizada é a Fertilização In Vitro (FIV) em mulheres com endometriose.

Solicite a sua consulta

A primeira consulta é gratuita e sem compromisso

Não há comentários

COMENTÁRIO